Associados

30 Ideias para Poupar EnergiaA AMESEIXAL, a Câmara Municipal do Seixal e a Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal – Delegação do Seixal estão a promover a campanha 30 Ideias para Poupar Energia.

O objetivo é sensibilizar os comerciantes, empresários e população em geral para a importância de poupar energia no dia a dia, seja em viagem, no local de trabalho ou em casa.

A campanha consiste na divulgação de pequenas mensagens onde são explicadas algumas curiosidades, sensibilizando para a adoção de pequenos gestos que podem significar uma poupança de energia e de orçamento.

Regularmente, este espaço será atualizado com novas ideias de poupança.

 

EM CASA:

- Desligue a box do seu operador de televisão quando não a está a utilizar.
Em modo standby pode gastar cerca de 30 Wh, o que equivale a um custo aproximado de 50 € por ano.

- Escolha a potência contratada adequada e adira à tarifa bi-horária.
Poderá resultar numa redução significativa da fatura de eletricidade.

- Ajuste o termostato do frigorífico.
Mantenha a temperatura de 5º C no frigorífico e -18º C no congelador. Por cada grau a menos no congelador, o consumo energético aumenta 1 a 2 % por dia.

- Opte por sistemas solares de produção de água quente sanitária.
Poderá poupar até 70% de energia.

- Opte por eletrodomésticos mais eficientes.
De todos os eletrodomésticos que temos em casa, os frigoríficos, combinados e arcas congeladoras são os que mais eletricidade consomem, cerca de 32 % do total, pois funcionam continuamente.

- Evite abrir desnecessariamente a porta do congelador.
Por cada vez que o fizer, durante 10 segundos, está a aumentar o consumo energético diário em 2 %.

- Coloque os equipamentos de frio numa zona fresca e ventilada.
Posicionando os frigoríficos e as arcas congeladoras longe do fogão e forno, baixando a temperatura da envolvente dos equipamentos em 5º C, consegue-se uma economia de energia até 30%.

- Não guarde alimentos quentes no frigorífico ou na arca congeladora.
Esta ação provoca um aumento de 10 a 15% do consumo diário de energia.

- Quando precisar de descongelar alimentos, retire-os do congelador com a devida antecedência e descongele-os no frigorífico.
Desta forma, está a poupar cerca de 2% do consumo energético diário do frigorífico.

- Não abra a porta da arca congeladora de forma brusca.
Ao fazê-lo, e se a mantiver aberta durante 10 segundos, aumenta entre 2 a 4 % o consumo energético diário deste equipamento.

- Para aproveitar o calor, desligue o forno 5 a 10 minutos antes de o cozinhado estar pronto.
O calor remanescente será suficiente para acabar a cozedura, poupando 5 a 10% da energia necessária.

- Reduza a utilização do forno.
Um cozinhado no forno a 200º C, durante 50 minutos, consome a energia equivalente a dia e meio de funcionamento de um frigorífico combinado.

- Utilize programas de lavagem económicos.
Numa máquina de lavar roupa, para o mesmo programa, a diferença entre lavar a 30º C e a 40º C implica um aumento entre 10 e 30% de energia.

- Reduza a utilização da máquina de secar roupa.
Uma hora de funcionamento de uma máquina de secar roupa equivale ao consumo de 2 dias e meio de um combinado ou 3 lavagens completas de roupa a 40º C.

- Interrompa o ciclo de lavagem da máquina de loiça depois do enxaguamento e antes da secagem.
Abra a máquina, permitindo secar a loiça ao ar. Desta forma, conseguirá poupar entre 33 a 50% da energia de um ciclo completo.

- Opte por máquinas de lavar roupa bitérmicas.
São equipamentos com duas entradas de água independentes, que permitem ser alimentadas por água fria da rede e água quente de painéis solares, o que permitirá poupanças significativas de energia.

NO TRABALHO:

- Antes de comprar um novo equipamento, verifique a etiqueta energética.
Opte por aquele que apresentar um menor consumo de energia.

- Verifique se a sua fatura de eletricidade inclui consumos de energia reativa.
Se tal acontecer na sua fatura em baixa tensão especial, deverá considerar a aquisição de baterias de condensadores, que apresentam períodos de recuperação do investimento muito curtos.

- Promova a instalação de sensores de movimento nos locais de passagem.
Pode fazê-lo nos corredores, WC, garagens e balneários.

- Instale fichas com corte de corrente, às quais pode ligar todos os aparelhos.
Desta forma poderá anular os consumos de standby, permitindo poupanças anuais superiores a 20 €.

- Minimize o uso de iluminação artificial.
Aproveitando ao máximo a iluminação natural pode poupar energia.

- Defina no seu PC uma opção de poupança de energia.
Ao colocar menos volts nos componentes, diminui o consumo energético.

- Promova a limpeza das lâmpadas com regularidade, pois melhora a qualidade da iluminação.
Estima-se que cerca de 30% da luz se perca desta forma.

EM VIAGEM:

- Evite ligar o ar condicionado do carro.
Pode consumir até meio litro de combustível por hora e, no início de cada viagem, pode representar um aumento do consumo instantâneo em cerca de 10 %.

- Verifique com regularidade a pressão dos pneus do seu carro.
Uma pressão demasiado baixa aumenta a resistência de rolamento e o consumo de combustível e uma pressão muito alta provoca desgaste no pneu e menor aderência na condução. Uma pressão correta permite-lhe uma poupança de combustível até 3 %.

- Prefira o transporte coletivo e a partilha de veículos.
Mais de 75% das deslocações urbanas realizam-se em veículos privados com apenas um ocupante, aumentando assim o número de veículos em circulação e a poluição.

- Utilize meios de transporte suaves.
Portugal é o terceiro país da União Europeia onde menos se utiliza a bicicleta. A nossa média anual é de 29 km por pessoa, enquanto na Dinamarca, por exemplo, é de 936 km.