Ricardo Toscano Quarteto

28 outubro - sexta-feira - 22 horas

Ricardo Toscano – saxofone
João Pedro Coelho – piano
Romeu Tristão – contrabaixo
João Pereira – bateria

 

F

ilho de um saxofonista, Ricardo Toscano cresceu a jogar à bola e a ouvir jazz. O jovem músico começou na banda da Sociedade Filarmónica Operária Amorense, onde aos 8 anos tocava clarinete, prosseguindo a instrução musical na escola profissional Metropolitana e na Escola de Jazz Luis Villas Boas onde aos 16 anos se iniciou no Saxofone.

Considerado o melhor músico nacional em 2015, com apenas 22 anos, nesse ano esgotou duas datas na Culturgest e já em 2016 lotou o Centro Cultural de Belém. A celebração de um percurso que não se fez meramente de aprendizagem escolar, mas sobretudo de paixão pelo jazz, quando ainda pequeno o pai o familiarizou com discos de Cannonball Adderley em dueto com Bill Evans, Miles Davis ou John Coltrane.

Desde cedo Ricardo Toscano tomou consciência de que o seu futuro apontava para o jazz e para o fraseado ditado pelo saxofone. Começou a gravar o seu nome no panorama musical, ganhando visibilidade ao ladear Mário Laginha no ressuscitado Sexteto de Jazz de Lisboa, e tendo no currículo espetáculos no Estoril Jazz e no Angra Jazz, atuações com o Sexteto de Lisboa, o Decateto de Nelson Cascais, o Mingus Project ou nas formações de Júlio Resende.

Ainda muito jovem, Toscano revisita a tradição hard bop, bebendo em Coltrane, Parker ou Ornette Coleman, período histórico do jazz que considera o mais estimulante.  No Seixal, surge acompanhado por músicos igualmente jovens, João Pedro Coelho, Romeu Tristão e João Pereira. Apaixonados pelo mesmo registo musical, equilibrado entre o reportório melodioso e a livre improvisação, o quarteto tem estabelecido a sua linguagem jazz e planeia gravar o seu primeiro registo discográfico.

 

Informações sobre o espetáculo:
M/ 6 anos
Ingresso: 10 euros
Assinatura (6 dias): 50 euros
25 % de desconto para jovens até 25 anos, reformados e trabalhadores das autarquias do Seixal
+ info

Sessão de autógrafos no final do espetáculo.

__________________________________________

RICARDO TOSCANO QUARTET

October 28, 10pm
Ricardo Toscano - Saxophone
João Pedro Coelho - Piano
Romeu Tristão - Bass
João Pereira - Drums

Son of a saxophonist, Ricardo Toscano grew playing football and listening to jazz. The young musician started in the band of Sociedade Filarmónica Operária Amorense where with 8 years old was playing the clarinet, continuing the musical education in the Escola Profissional Metropolitana and in the Escola de Jazz Luis Villas Boas where at age of 16 began on saxophone.

Considered the best national player in 2015, with only 22, sold out two dates at Culturgest and in 2016 already sold out the Centro Cultural de Belém. The celebration of a journey that was not made uniquely of academic learning, but above all passion for jazz, while still as a child his father familiarized him with the albums of Cannonball Adderley in duet with Bill Evans, Miles Davis or John Coltrane.

Since early age Ricardo Toscano became aware that his future pointed to jazz and to the specifically to the saxophone. He began to imprint his name in the music scene, gaining visibility playing alongside Mario Laginha in the resurrected Sexteto de Jazz de Lisboa, having in his curriculum shows at Estoril Jazz and at Angra Jazz with the Sexteto de Lisboa, the Decateto de Nelson Cascais, the Mingus Project or the formations of Júlio Resende.

Still in his youth, Toscano revisited the hard bop tradition, learning from Coltrane, Parker or Ornette Coleman, considering this period the most stimulating historic time of Jazz. In Seixal, comes accompanied by equally young musicians, João Pedro Coelho, Romeu Tristão and João Pereira. All of them passionate about the same musical style, balanced between the melodious repertoire and free improvisation, the quartet has established his jazz language and now plans to record their first album.

Information:
+ 6 years
Ticket (1 day) 10 euros
Signature ( 6 days) : 50 euros
25 % discount for young people up to 25 years , pensioners and workers of municipalities Seixal

Autograph session at the end of the concert